Feliz Ano Novo!!!!

Onde andas tu verinha?

A preparar um jantar de fim de ano para 14 pessoas... Ainda bem que os pais estão aqui para ajudar.
O dia é ainda mais especial porque eu e o Ricardo fazemos 4 anos de namoro :D

A todos desejo que entrem com o pé direito e que 2016 seja cheio de alegria, felicidade e realização.


Vlog de Natal

Decidimos mostrar-vos como foi o nosso dia de Natal em forma de vlog.
Já viram os nossos vídeos? Deviam :p
Subscrevam o nosso canal aqui, deixem críticas e comentários que agradecemos...

Assim se passou mais um Natal e agora vem o fim-de-ano com os meus pais por perto...


Preparação para o Natal

Deixo-vos aqui uma pequena amostra de como passo as minhas folgas e a nossa árvore e presépio inconvencionais. Que acham?

Ontem o dia de Natal foi super atarefado, eu o Ricardo e a Rita estivemos desde as 13h30 a fazer velhoses (sonhos de abóbora) e filhoses tendidas Alentejanas, só acabámos às 19h de fritar tudo mas ficaram muito bons.
Estas coisas dão muito trabalho mas de facto caseiras são diferentes e ficámos muito orgulhosos!

Feliz Natal pessoal :D


Podia ter corrido bem... mas não!

Segunda-feira fomos ver uma adaptação do bailado " O quebra-nozes", um clássico do ballet e a expectativa era grande.

Mas foi, de facto, um pouco decepcionante...

Os dois bailarinos principais era bons, ela com maior qualidade que ele, até porque nos últimos solos se notava o cansaço dele, principalmente nas elevações. Ela era graciosa, elegante com linhas bonitas e com boa capacidade técnica.

De resto, no início houve uma pequena alteração ao original, com pessoas a patinar nos canais e foi um ponto positivo.
Os cenário também estavam bem pensados e conseguidos.

Agora os ratos combaterem os soldados com queijo e a Clara ter de ir desentupir o canhão foram alguns dos pontos menos altos da noite. O Rei Ratazana também deixou algo a desejar quanto à sua performance, sendo o vilão principal devia ser um personagem forte, mas deixou muito a desejar.

Para a próxima não me ponho em adaptações e vamos mas é ver o original!




Álvaro de Campos

Ao ler o blog da Maria lembrei-me partilhar convosco que o meu heterónimo preferido de Fernando Pessoa é Álvaro de Campos. Tenho um livro dos poemas dele, acho que Fernando Pessoa era de facto um poeta muito especial e brilhante, apesar de achar que viver/conviver com ele pudesse ser muito exaustivo dependendo do lado para que acordasse.

Mas não falando de suposições até porque não conheci o senhor, infelizmente, aqui fica um dos meus poemas preferidos:

Lisbon Revisited (1923)

NÃO: Não quero nada. 

Já disse que não quero nada. 

Não me venham com conclusões! 
A única conclusão é morrer. 

Não me tragam estéticas! 
Não me falem em moral! 

Tirem-me daqui a metafísica! 
Não me apregoem sistemas completos, não me enfileirem conquistas 
Das ciências (das ciências, Deus meu, das ciências!) — 
Das ciências, das artes, da civilização moderna! 

Que mal fiz eu aos deuses todos? 

Se têm a verdade, guardem-na! 

Sou um técnico, mas tenho técnica só dentro da técnica. 
Fora disso sou doido, com todo o direito a sê-lo. 
Com todo o direito a sê-lo, ouviram? 

Não me macem, por amor de Deus! 

Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável? 
Queriam-me o contrário disto, o contrário de qualquer coisa? 
Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos, a vontade. 
Assim, como sou, tenham paciência! 
Vão para o diabo sem mim, 
Ou deixem-me ir sozinho para o diabo! 
Para que havemos de ir juntos? 

Não me peguem no braço! 
Não gosto que me peguem no braço. Quero ser sozinho. 
Já disse que sou sozinho! 
Ah, que maçada quererem que eu seja da companhia! 

Ó céu azul — o mesmo da minha infância — 
Eterna verdade vazia e perfeita! 
Ó macio Tejo ancestral e mudo, 
Pequena verdade onde o céu se reflete! 
Ó mágoa revisitada, Lisboa de outrora de hoje! 
Nada me dais, nada me tirais, nada sois que eu me sinta. 

Deixem-me em paz! Não tardo, que eu nunca tardo... 
E enquanto tarda o Abismo e o Silêncio quero estar sozinho! 

Álvaro de Campos, in "Poemas" 
Heterónimo de Fernando Pessoa 

E vocês, qual o vosso heterónimo e poema preferidos?

A melhor!!

Ontem a minha mãe fez anos, lembrei-me de manhã e decidi ficar `a espera do Ricardo para lhe dar os parabéns e depois... esqueci-me!
Mas a verdade é que até fiz o bolo de canela e azeite dela e tudo... Mandei foto ao meu pai a dizer que está igual ao dela e ele responde "A mãe faz anos"...

Sou despassarada, sou mesmo, lembrei-me e com o passar do dia esqueci-me! Por isso tenho de fazer as coisas mal me lembre senão, vai-se.

Mas ela perdoa-me :D

Se ela é perfeita? Não
Poderia ter uma mãe melhor? Também não!
Adoro a minha mãe, criou-me para ser uma mulher independente, lutadora, trabalhadora, responsável, bondosa, persistente, solidária com os outros...

Espero, um dia, ser uma mãe como ela!

Porque a minha mãe é a melhor do MUNDO!

De volta a casa!

O último dia no México foi curto mas produtivo. Fomos a uma loja onde tínhamos visto as tequilas com melhor preço e mesmo sem saber o nome da rua eu consegui que chegássemos lá! Fiquei muito orgulhosa já que o Ricardo diz que o meu sentido de orientação é baixo e ele achava que a loja era num sítio completamente diferente...

Depois decidimos que queríamos voltar a comer os taco do primeiro dia, sabíamos que era uma perpendicular ao passeo de la Reforma do lado direito, era a segunda banca, perto da esquina e tinha uma montra onde nos sentámos a comer. Parece uma missão impossível mas a vontade de comer tacos com sabor a leitão era grande e... CONSEGUIMOS!!!! Ah pois é!

Seguimos do México para Madrid onde ainda demos uma voltinha num autocarro turístico e voltámos para casa onde a minha prima nos esperava :D

Obrigada Luísa e Arno pela paciência e prontidão em todos os momentos.
Obrigada a todos os membros do staff dos hotéis que foram super prestáveis.
Obrigada Ricardo pelos momentos maravilhosos e os vídeos fantásticos que tens editado.

Eu adorei e só me apetece voltar... Entretanto há todo um mundo para explorar mas quem sabe, um dia, voltaremos...





Quase no fim...

O que é bom acaba rápido e nós estamos quase no fim desta viagem...
Cidade do México é, sem dúvida, uma cidade que vale a pena visitar!!! 
Neste dia fomos fazer as nossas tatuagens!!!! 






 


Loja:

Tatuador:




Amsterdam Food Festival

Dia 27 de Novembro fomos experimentar ir jantar ao Amsterdam Food Festival.
Após uma espera de 20-30minutos para entrar tivemos de comprar fichas, que funcionavam como moeda no evento.
Demos uma volta e parámos em frente à banca Fat Pao que vendia pão de queijo. Fantástico, quentes e deliciosos foram uma excelente maneira de abrir a noite.
Já de copo de cerveja na mão passámos para a segunda ronda, Bao Burger em que o hambúrguer consistia numa mistura de elementos- carne de vaca, porco, frango e camarão. Daqui mais uma volta e decidimos provar na banca Vleeswolf, sandes de carne de canguru que, como odiei, fomos também experimentar ceviche.

Como devemos voltar onde fomos felizes decidimos repetir o pão de queijo e terminar em beleza, e para acabar com os créditos que tínhamos acabamos a noite com um gigante algodão doce no Mr Popcorney!

Vejam as nossas críticas e opinião:

Micróbios VII

Para não pensarem que sou maluca vamos falar de higiene com atoalhados e panos de cozinha.

Cozinha:

-Pano amarelo: Este eu uso apenas e só para limpar a bancada. Especialistas dizem que deve ser trocado todos os dias mas eu troco uma a duas vezes por semana, fervo com vinagre e água antes de por na máquina porque lavo juntamente com roupa branca.

-Pano da loiça: Sim, existe pano da loiça e das mãos, a diferença é que o da loiça não tem pêlos. Usa-se apenas para limpar a loiça depois de a lavar, por norma a minha loiça fica a escorrer. Lavo uma vez por semana.

-Pano das mãos: Eu uso este pano para limpar as mãos depois de as lavar. Não uso para limpar as mãos sujas. No meu caso ponho para lavar uma vez por semana.

E se cai alguma coisa no chão??? Faço uma de duas coisas, ou limpo com papel de cozinha ou com um pano amarelo que ponho imediatamente para lavar (depois de fervido).

Atoalhados e lençóis:

Eu lavo as toalhas e lençóis todas as semanas, por norma não é preciso mais que isso, aqui nunca faz um calor terrível de suar toda a noite por isso uma vez por semana acho suficiente, assim como os pijamas.
Nos hotéis não peço serviço todos os dias, acho um desperdício, se não o faço em casa porque faria fora?!
As toalhas de banho depois de usadas são secas esticadas para secarem rápido e a porta da casa-de-banho fica aberta com o extractor de ar ligado para sair a humidade.

Um roteiro de Amesterdão

Muita gente me pergunta o que ver em Amesterdão e a minha resposta acaba sempre por ser um pouco complexa. Tudo depende do que querem ver, qual o vosso orçamento etc...

Então para quem gosta de museus:

-Aconselho muito o museu do Van Gogh principalmente se forem numa sexta-feira `a noite pois costuma ter música ao vivo e workshops (vejam o programa).

- Rembrandt huis ou casa de Rembrandt - Adorei ir, é um museu muito interactivo onde mostram como é que eram feitas as placas para impressão, como e quando se usavam as cores nas pinturas visto os preços de algumas serem astronómicos e inclui audio com o bilhete normal.

- Amsterdam Museum - Para quem quiser conhecer um pouco da história da cidade, tem vários vídeos (incluindo em portugês) ao longo da exposição, interessante e interactivo.

-Rijksmuseum - Conhecido como o Prado de Amesterdão não achei que tivesse valido muito a pena, mas é uma questão de opinião. O edifício é lindo e isso sim vale umas boas fotos! Sim o famoso quadro The Nights Watch é impressionante...

-Museu Casa de Anne Frank - Na minha modesta opinião, não acrescentou nada `a história que conhecia. A casa está vazia, tem a estante por onde entravam e (supostamente) o papel de parede original com algumas coisas que ela escreveu, tem umas maquetas para se visualizar a casa com a mobília, passam uns documentários numas televisões e é isso. É uma questão de opinião, já ouvi pessoas a concordar comigo e a discordar. Mas se querem ir vejam no site (link acima) e comprem com muita antecedência (um mês e meio antes no minimo) pois esgota rápido. O custo é de 9€, marcam logo a hora e evitam a fila interminável para quem não comprou on-line.

-Micropia - Museu dos microorganismos eu adorei mas é a minha área... MAs os meus irmãos e sobrinha também gostaram. É mais uma vez um museu muito interactivo, interessante e que fala dos seres mais abundantes e importantes no mundo! Nem todos os micróbios são maus e no nosso corpo as células mais abundantes que temos são bactérias...

-Nemo - Do género do Pavilhão do conhecimento, muito giro e didático, orientado para crianças mas os adultos também se divertem! Tem uma esplanada com uma vista fantástica.

-Stedelijk museum - Museu de design, interessante mas não foi um favorito.

Há mais museus mas eu só fui a estes...

Quanto a sítios para ver, é de visita obrigatória uma volta pelo Vondelpark (de bicicleta ainda melhor), Museumplein onde se encontram os museus e as letras Iamsterdam para tirar a foto da praxe, rembrandt plein, Begijnhof, Dam square, Red light district, Central station, Brouwerij'tij (moinho cervejaria com fabrico próprio), agora há o Amsterdam light festival que pode ser todo visto a pé (vejam os percursos on-line e o percurso de barco pode ser muito bem feito a pé que se vê bem), Biblioteca perto da central station (bela vista).

Obrigatório também é fazer um cruzeiro pelos canais (pelo menos eu acho que vale muito e pena), ainda por fazer os concertos gratuitos `as 12h30 todas as quartas (excepto julho e agosto) no concertgebouw, há também excursões e outras atracções gratuitas aqui.

Para o mais aficionados em cerveja em vez de irem `a Heineken tentem o delirium, perto da central station, onde podem escolher entre mais de 720 cervejas, petiscar algo ou mesmo fazer uma refeição (os hambúrgueres são bem bons) ou então o  beer temple bem no centro da cidade, perto da Dam square.

Cafés e restaurantes para todos os gostos e carteiras basta verem a time-out daqui que se chama Hello Amsterdam.

Vejam também aqui o cartão da cidade, consoante o que forem ver pode compensar ;)

Enjoy!



Nossa senhora de Guadalupe e Mezcal

Mais um dia de sol na cidade do México.
A cidade é mesmo bonita e vale muito a pena uma visita :D
Mezcal é muito forte para o meu gosto mas merece a pena uma visita à Mezcaleria pelo delicioso guacamole...


Elfstedentocht

Traduzindo Elfstedentocht- a volta às onze cidades.

É uma tradição da Frísia ou Friesland cujo objectivo é fazer 200km passando pelas onze cidades históricas da província. Esta "corrida" ocorre apenas quando as condiçoes são favoráveis pois é uma competição em patins no gelo e as pistas são os canais, rios e lagos das cidades.
Deve ser, de facto, emocionante. Eu não o faria pois fora ser uma quantidade imensa de quilómetros também requer habilidade em cima de patins no gelo e eu não sou lá muito boa nisso...


Quando o gelo chega aos 15cm é marcada a corrida para 48h depois, é preciso autorização para concorrer e para ter certeza que não se faz batota é necessário recolher selos em todas as cidade e passar por postos de controlo, é também preciso acabar antes da meia-noite.

                                                                                                               Imagem retirada da internet

Teotihuacan

Também denominado de cidade dos Deuses, Teotihuacan é um local de passagem obrigatória para quem visita a cidade do México.
Neste espaço podemos ver pirâmides mesoamericanas. Esta cidade continha complexos residenciais a famosa calçada dos mortos - caminho entre a pirâmide do sol e da lua.
Como é que há tantos anos alguém construiu estas estruturas, um aglomerado de pirâmides e templos que ainda hoje se sustentam mesmo com centenas de visitantes diários a subir e descer os seus degraus.
É também um bom sítio para adquirir alguns souvenirs.

Levem protector solar e vão repondo ao longo do dia, água, nós não tínhamos mas um chapéu tinha dado jeito.

Numa palavra: Indescritível!







Quando decorar a árvore de natal

A época natalícia está a chegar, há edições especiais de natal, luzes, descontos e surge a questão na minha cabeça "Mas quando é a altura certa de montar a árvore de natal?".
Felizmente temos o google que nos diz tudo e parece que ao dia certo é o primeiro domingo de advento (quatro semanas que precedem o Natal), este ano calha dia 29 de Novembro.
Por isso para a semana já tenho com que me entreter no domingo :D

E vocês, já fizeram árvore?
Vão fazer?
Quando?
                                                                                                                       Imagem retirada da internet

Centro histórico da Cidade do México

Mais um dia com muitos quilómetros feitos a pé. Muitos altares e caveiras, provámos pão de mortos - uma espécie de bolo pão doce, vimos gente divertida na rua , uma festa!
Vejam lá...









Novo dia, nova cidade

E com o fim de uma semana começa também uma nova aventura.
Próxima paragem, Cidade do México e dia dos mortos!

Mais seguro do que se pensa (apesar de não ser a cidade mais segura que já visitei), é uma cidade com muita vida e muita cultura.

Temos muita sorte mesmo!!



Viemos do México de malas e corações cheios. O país é lindo, as pessoas simpáticas, nunca me senti super insegura, apesar de ter mais cuidado no dia-a-dia do que na Europa.
Foi uma viagem de sonho mas também marcada por encontros com realidades muito diferentes.

Passámos pelo aeroporto da cidade do México e eu, como faço em todos os aeroportos, enchi a garrafa de água da torneira. NÃO FAÇAM ISSO! A água sabia mal e na realidade não é própria para beber.

O Ricardo diz que o povo em Puerto Vallarta é feliz e bem disposto porque vive junto ao mar e com vistas daquelas quem não é feliz?! Mas para chegarem ao mar têm de dar uma grande volta até à marina pública, que dá acesso ao pontão e daí para a praia porque a zona costeira está cheia de resorts como aquele em que estávamos.

Na cidade do México há muita pobreza, há quilómetros de barracas/favela encosta acima, uma visão que a mim me custou e me fez ver que temos tanta sorte! Mas tanta!!!

O Ricardo dizia que se ficássemos lá muito tempo quem ficava pobre era eu porque sempre que via gente pobre a vender coisas ou miúdos a pedir dinheiro eu lá ia cedendo...

E agora, de volta à Europa, voltamos à questão dos refugiados... Reclamar sobre as regalias que eles podem ter é fácil quando estamos sentados no nosso sofá, escrevendo no nosso computador que achamos mal, que os nossos sem-abrigo, as nossas crianças, etc...
Mas não é verdade que antes de haver pessoas a morrer na guerra e nos barcos com crianças no colo já havia sem-abrigo?!
Devemos deixá-los e esquecê-los?! Não! Mas enquanto os defendemos afincadamente no facebook já nos dirigimos a algum órgão competente para saber como ajudar? Já fizemos doações a alguma instituição que ajuda "os nossos"?

Todos poderão ter os seus pontos de vista e a sua razão, mas reclamar e não fazer nada não vai resolver nada! E esse é um dos motivos porque faço este post, o tempo que passam a reclamar que "os nossos" coitadinhos, dediquem a arranjar alternativas, a ajudar os que tanto defendem.

Apontar dedos é fácil, criar soluções e fazer parte delas é mais difícil e dá trabalho mas ao menos leva a algum lado.

Este texto foi escrito há uma semana. Os acontecimentos de sexta-feira em Paris são tristes mas não nos devem fazer recuar na ajuda a quem precisa, a quem foge dos mesmos responsáveis pelos ataques realizados recentemente!



Islas Marietas - 4º dia de férias

Nem só de Mojitos, Margaritas e Nachos vivemos nós...
Fomos às ilhas Marietas fazer um passeio, nadar e visitar a praia escondida ou praia do amor.
Estas ilhas foram declaradas pela UNESCO como património da Humanidade e estão numa área protegida.
Para podermos visitar este lugar temos de pagar uma taxa e há limite de pessoas e horas em que se pode estar naquela zona por forma a diminuir a interferência da fauna e flora locais.

Foi espetacular e na volta ainda viemos mais alegres :p





Aniversário no México

Temos andado a mil, muito que ver, muito que andar, mas o dia de hoje (sim, aqui ainda é dia 2) não podia passar em vão!
O Ricardo faz 28anos, passados no seu destino de sonho para o seu aniversário porque aqui, o dia dos mortos é festejado em grande.
Hoje fomos às pirâmides de Teotihuacan e foi brutal, não podia ser mais perfeito passar o dia num lugar histórico com alguém tão importante.

Que venham muitos mais assim ;)


Ando desaparecida...

Eu sei que deixei o blog ao abandono nestas semanas mas muito se tem passado, felizmente coisas boas!

Então vieram cá os meus sogros e o cunhado, mudámos de casa domingo passado e entretanto tem sido desempacotar daqui, encher buracos da casa antiga bem como deixá-la minimamente arranjada.
Fora isto tenho trabalhado umas 12h por dia com 30 minutos de pausa para almoço.

E agora?! Agora vamos de férias para o México. Sim vimos as notícias do furacão mas parece que em vez de atingir Puerto Vallarta (onde vamos ficar 5 dias) se desviou, não causou mortos nem metade dos estragos que previam.

Depois vamos dizendo como está tudo.
Entretanto fiquem com as fotografias da casa nova ;)






Mistérios nunca resolvidos


Tal como em casa nunca ninguém acaba com as bolachas no nosso local de trabalho também acontecem estas coisas.


Quando trabalhei na Worten eram as canetas que desapareciam! Mas assim `as dezenas, chegou a um ponto em que ninguém emprestava a caneta a ninguém senão já sabíamos o destino.

No laboratório também acontece, alguém acaba com um composto químico, coloca na prateleira e quando outra pessoa precisa não há. Isto é grave porque impede a outra pessoa de trabalhar!
Ou o que me acontece muito frequentemente, os meus esguichos de água e álcool desaparecem, procuro por todos os laboratórios e não encontro e uns dias depois reaparecem, como que por milagre, na minha bancada!

É mesmo milagre, só pode!!


Micróbios VI


Quando um colega está doente já sabemos que o mais provável é que passe para nós e/ou outros colegas.

O que se pode fazer?!

Primeiro, ir trabalhar é péssima ideia porque ainda podemos ser contagiosos e porque seremos muito pouco produtivos. Ou seja, se puder fique em casa. Se não puder evite tossir para cima dos colegas.

Quando tossir evite tossir para as mãos, as mãos são o maior veículo de transmissão de doenças, passam os germes para as maçanetas, pegas, teclados, etc. Tussam para o antebraço  ou para o ombro.

Lavar as mão frequentemente é válido para todos, todos os dias, mas nunca é demais frisar.

Há locais de trabalho com maior facilidade de disseminação, nomeadamente locais em que as posições de trabalho são partilhadas por várias pessoas. Nestes casos o ideal seria limpar todos os objectos de uso partilhado, incluindo a mesa. Sei que ninguém faz isto porque não há paciência para fazer isto todos os dias, mas eu limpo a minha mesa toda com todos os seus apetrechos com álcool todas as semanas...

De resto é possível passar imune a estas pragas, se tivermos um sistema imunitário espetacular, nestes casos a alimentação saudável pode ajudar visto que comer fruta e vegetais aumenta a ingestão de vitaminas e minerais o que reforça as nossas defesas.


Outra vez N.A.P. mas sempre diferente


Como devemos voltar onde fomos felizes, continuamos a voltar ao N.A.P... E voltaremos mais vezes porque sempre que lá vamos é uma festa para os olhos e para o estômago.
Desta vez culminou com um mega prato de sobremesa que incluiu torta de azeitão... Hhuuuuummmmm que delícia!!!!



Salada de burrata


Paté de enguia fumada em cama de maçã e tosta de camarão


Barriga de porco,lagostim e omelete de algas


Salmão marinado com raviolis



Saltimboca com batata assada



As sobremesas: figo, morango, brownie, dame blanche, trate de maçã, bolo de rúcula, cheesecake de lima, manga e gelado de pistáchio



Batata doce

Sou completamente fã de batata doce, por norma comemo-la cozida porque inteira no forno não achávamos grande piada.
Certo dia pensámos fazer chips de batata doce, só que para ficarem crocantes tinham de esturricar e mais sabiam a carvão que a batata doce. Tentei várias vezes, diferentes temperaturas e desisti.
Entretanto decidi fazer aos palitos e adoro! Ficam crocantes por fora e suaves por dentro e sem carbonizar. Têm de ficar com uma corzinha mas não completamente pretas, ora aqui vai a receita:

  • Pré-aqueça o forno a 180/200°C na função de circulação de ar.

  • Lave as batatas em água corrente com a ajuda da parte verde do esfregão (não é preciso fazer muita força).

  • Corte as batatas em palitos com tamanhos semelhantes.

  • Coloque as batatas, azeite, sal e pimenta num recipiente que feche (pode ser uma caixa ou um saco de plástico limpo)
  • Agite bem de forma a misturar bem todos os ingredientes.

  • Disponha na grelha do forno as batatas sem as sobrepor e leve ao forno por cerca de 15minutos (o meu forno aquece mais de um lado que do outro então a meio eu viro o tabuleiro)

Fácil, rápido e delicioso...

Nota:
A batata doce cá é laranja, bastante diferente da branca, possivelmente ficará bem também mas não faço ideia se se deverá acrescentar outros temperos. Na batata doce laranja, como tem um sabor meio a cenoura ou abóbora, acho que quanto menos temperos melhor fica, pois o sabor é mesmo muito agradável.




Micróbios V

Vamos lá falar de infecções/doenças sexualmente transmissíveis (IST/DST)...

Todos sabemos (espero) que o contágio destas doenças não se faz por intermédio de abraços, apertos de mão, etc...

Há também doenças cuja taxa de infecção é muito baixa, como o VIH em que numa relação sexual normal a probabilidade de contrair o vírus é de menos de cerca de 0,1%. Claro que dependendo do tipo de sexo que se faz, inclusive se é receptor ou dador (no caso de relação sexual vaginal o receptor será a mulher e o dador o homem), sendo que o receptor tem sempre maior probabilidade de infecção.
O que assusta mais é que segundo alguns dados estatísticos há grande prevalência de jovens nos novos casos de infecção, que por ignorância ou inconsciência fazem sexo desprotegidos.

Mas nem só de VIH vive este mundo de IST's e todos temos ouvida cada vez mais falar do VPH (HPV em inglês) que felizmente já se encontra no plano de vacinação nacional mas é necessário fazer prevenção através de citologia e colposcopia e também caso se tenha algum sintoma "anormal", como dor ao ter relações sexuais, por favor vão ao médico!

Todas estas doenças passam também através de contacto oral, por isso sexo oral desprotegido também é um comportamento de risco.



http://ourworldindata.org/data/health/hiv-aids/
http://www.cdc.gov/nchhstp/newsroom/HIVFactSheets/Progress/Trends.htm
http://www.webmd.com/sex-relationships/features/4-things-you-didnt-know-about-oral-sex
http://www.catie.ca/en/pif/summer-2012/putting-number-it-risk-exposure-hiv

Comprar casa em Amesterdão

Em Portugal lembro-me da minha mãe ter andado muito tempo à procura de casa, a minha irmã como agente imobiliária que é também tem umas histórias para contar, mas quando é na nossa pele as coisas mudam...

Há casa hediondas... Casas-de-banho roxas e pretas, chuveiro junto à sanita, casas destruídas, quartos minúsculos mas salas gigantes, cozinhas que para remodelar mais valia implodir e recomeçar do zero...
Sim claro que fui picuinhas e só o facto de não querer um apartamento com galeria (eles chamam galeria ao facto de entrar pela casa pelo exterior do prédio, galeria onde estão as janelas dos quartos), depois não queria uma cozinha e/ou casa-de-banho que tivesse de remodelar completamente, também não queria um frigorífico minúsculo como o que temos agora que fica em baixo do forno e não dá para por nada e por aí fora.
Acho que temos de ser relativamente selectivos tendo em conta que vamos comprar uma casa e é uma decisão importante.

De qualquer forma deixo aqui um breve resumo do que vimos:


Eu até sou do Sporting mas a sério?? E o chão?


 Frigorífico debaixo do forno tem também uma gaveta de congelador


 Espaçoso


 Lindo


 Esta tinha cada quarto de sua cor


Pois...


 Que divião é esta? Acho que é a casa-de-banho


 A saga das casas sem chão


Muita remodelação



Lavatório no quarto


reparem no chuveirinho...