Um Roteiro de Amesterdão- II


Já tinha feito um pequeno roteiro de Amesterdão aqui, entretanto vi a necessidade de actualizá-lo e aqui vai:

Museu Casa de Anne Frank- Neste momento da hora de abertura até às 15h30 apenas se pode entrar com bilhete on-line, depois desta hora poder-se-à tentar entrar esperando na fila. Os bilhetes para adultos custam 9€, não sejam enganados!

Haesje Claes- Restaurante com comida típica holandesa, fomos e gostámos muito, já ouvi pessoas com uma experiência menos boa mas eu voltarei com certeza!

Tomaz- Outro restaurante, este nunca fui mas já várias pessoas elogiaram a comida. Está sem dúvida na minha lista a experimentar.

Albert Cuyp Market- Pode-se ir visitar, é um mercado com algumas lojas bem giras. À noite há bares e restaurantes. Uma zona muito fixe a visitar onde se pode estar rodeado de locais.

Mercado das flores- Claro que de paragem obrigatória, acho quase impossível não acabarem a parar por lá ou passarem lá diariamente até. Levem bolbos mas atenção, as Túlipas precisam de frio para que se active o crescimento, se vivem em Potugal e não fazem temperaturas geladas (isto é 0 ou abaixo de 0) coloquem gelo na terra onde elas estão durante um mês, podem colocar placas congeladas (não sei o nome mas são aquelas placas que se colocam nas malas térmicas).

SkyLounge- No topo do Hotel DoubleTree by Hilton está uma das melhores vistas da cidade, o café é caro apesar de ter refill incluído e vir com umas bolachinhas, os gins são bons, o serviço é normal/bom, vale a pena a visita.
Fora o SkyLounge há também o Twenty Third Bar no hotel Okura, que tem 3 restaurantes com estrelas michelin, o único restaurante japonês com estrela na Europa(Yamazato) e penso que também o único de teppanyaki (Sazanka), deve valer a pena a vistia...
Se estiverem pelo centro, perto da Dam square ou de Rembrandtplein (Vale a pena passar por aqui) pode também valer a pena parar no Blue Amsterdam, um café no topo de uma galeria comercial, tem uma excelente vista, ideal para uma pausa para café ou até um almoço leve.

Há vários jardins e parques em Amesterdão, se estiverem de bicicleta vale a pena visitarem vários jardins e aproveitam melhor porque é mais rápido e muitas vezes mais rápido do que os transportes. Mas tenham cuidado, o trânsito pode ser caótico e complicado para quem não se sente à vontade sobre duas rodas.

No inverno tragam sempre roupa e calçado quente e resistente à chuva, não se esqueçam que por aqui as temperaturas descem abaixo dos 0 graus.

Não se esqueçam de ver aqui como podem ver Amesterdão sem gastar dinheiro.


4 comentários:

  1. Olha que ideia brutal :D achas que deva fazer o mesmo para Londres?

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que pode valer muito a pena! Eu ia ler de certeza :)

      Eliminar
  2. Uma das viagens que gostava de fazer... Amsterdão :) obrigada pela partilha

    ResponderEliminar