11-12-2017

Um dia que nunca vou esquecer.
Não foi um mar de rosas, afinal nenhuma cesariana que não seja primeira escolha de alguém o é. Mas foi uma decisão consciente e que compensava os riscos pois as alternativas acarretavam riscos maiores e o mais provável era acabar na mesma em cesariana.

Valeu a pena, muito, porque no fim tive a minha filha cá fora, saudável, com teste de Apgar quase perfeito, que ao fim de 1h30 já estava a mamar. Não foi uma cesariana humanizada, eles levaram-na para a limpar e voltaram para me ver mas dado que o bloco é arrefecido e ela estava com a temperatura baixa foi para o quarto com o Ricardo e fez com ele contacto de pele. Estava eu no recobro há 30 minutos e tinha pedido que ela viesse para baixo,em 1h30 desde que nasceu estava a mamar.

É indescritível a sensação, tê-la ali, a sério, minha, saudável... E isso vale tudo! As frustrações, os enjoos, o cansaço, o inchaço, a azia, as limitações, as noites mal dormidas por não ter posição, os sustos, os pontapés dolorosos, e até todo o aparato de uma cesariana...

Agora começa uma nova aventura, não mais fácil, com choro e insegurança mas muito amor. Mas essa vou contando aos poucos por aqui...


8 comentários:

  1. Muitos muitos Parabéns!!!!! Beijos a todos!

    ResponderEliminar
  2. Parabéns! Parabéns! Parabéns!
    Beijos grandes para os três. :*

    ResponderEliminar
  3. Muitos muitos parabéns e que seja o início de uma fase maravilhosa!
    Que festas felizes vão ser ♥️

    ResponderEliminar