Inútil e com medo

Foi assim que me senti dia 13/12/2017 quando decidiram que não teríamos alta porque ela perdeu mais de 10% de peso e decidimos decidiram suplementar.
Inútil, foi mesmo assim que me senti! Nem alimentar a miúda consigo! Já não chegava não ter podido ter o parto que queria e agora iam dar-lhe suplemento que, achei eu, ia fazer com que eu nunca conseguisse amamentar.
Explicaram que eu ia ver que ajudava, ela ia ficar mais forte e mamar melhor. Sim porque primeiro ia sempre oferecer mama e depois dava-se o suplemento (demos em copo e em seringa com cateter para ela não recusar a mama). Fazia ao fim de 1h extracção com a bomba para estimular a subida do leite.
O leite subiu, ela ganhou peso e foi mamando melhor e fomos para casa no dia seguinte. Ao longo da primeira semana em casa acabámos por retirar o suplemento e ela agora mama quase em exclusivo, por vezes dou suplemento quando ela por estar com dores não consegue mamar bem mas acontece pouco porque já não quero saber se ela só adormece na mama deitada ao meu lado!


E o medo, o medo de que ela pudesse morrer a qualquer momento, perdeu peso, muito peso, tirá-mo-la do útero antes de ela querer "se calhar não estava pronta"... O medo constante de que aquela criaturinha que tanta felicidade me trouxe do dia para a noite desaparecesse! O desespero de ela parar de respirar e eu não dar por isso! O medo, o medo constante de que algo lhe acontecesse e eu não pudesse fazer nada! E esse medo continuou umas semanas.



Agora, ela com quase 4 semanas, o medo está cá mas mais controlado, não me dá para chorar desalmadamente. Se decido dar suplemento já não me frustra se não a ajudar a acalmar, fiz o que achava que podia ajudar e não lhe fiz mal por isso só posso ter feito bem.



Ajudou falar com a Liliana (que nos deu o curso de preparação para o parto), ela é uma das pessoas mais calmas que conheci na vida e foi muito bom falar com ela e as palavras de encorajamento e que estamos a fazer tudo bem e que é normal os sentimentos e as lágrimas (desde que não venham com tristeza profunda ou outros sinais de depressão).



Se tiverem numa situação semelhante falem com alguém, falem com várias pessoas, falei também com as minhas melhores amigas e com o Ricardo e ajudou muito! Não estão sozinhas, é uma fase e vai passar!

11 comentários:

  1. Não imagino o caos de emoções que a maternidade provoca! Obrigada por partilhares a realidade nua e crua, e não só as coisas boas e cor-de-rosa. Ainda bem que as coisas se estão a encaminhar e tenho a certeza de que estás a fazer um excelente trabalho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque não é tudo cor-de-rosa e às vezes pensarmos que é (porque é muito do que se vê e deixa transparecer) também mexe com a nossa cabeça cheia de dúvidas e hormonas...
      Obrigada :D

      Eliminar
  2. A minha cunhada passou pelo mesmo que tu, so que ao contrario de ti não pôde continuar a mamar de mama...mas tudo correu bem e a princesa já está com 3 meses!! Fico muito feliz por estarem bem e por já ter passado o susto, ainda que sem qualquer experiência, tenho ideia de que ser mãe/pai é uma constante aprendizagem mesmo depois de adultos...😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é ter um bebé saudável!!! Espero que continue tudo a correr bem com a sobrinha...
      Sim é uma aprendizagem e crescemos muito porque não é fácil e a gestão das emoções nem sempre é fácil!

      Eliminar
  3. Como eu entendo �� o meu leite começou a secar ao mes e meio... tentei insistir com a mama 15 dias... mas ele so chorava... nao entendia o qie se passada....depois vi que estava seca.... tive ajudas de CAM nem nada disso....fui ao centro de saude na esperanca que alguem me ajudasse... o rafael estava com decrescimo de desenvolvimento porque nao tinha o suficiente para crescer... a enfermeira abracou me...disse que nao era ma mae por lhe dar suplemento... o que importa e que estejam saudáveis. Senti me culpada...uma pessima mae... e ela ajudou me muito ( a nivel psicologico ) nao sei o nome dela....mas foi um anjo que me desceu do ceu. Tudo a correr bem com a tua princesa. E um abraco bem apertadinho

    ResponderEliminar
  4. Parabéns por esta partilha corajosa! Penso que pode ajudar mais mães (e pais) nas mesmas condições. Eu fui mãe pela primeira vez há 31 anos, quando não havia internet, e tive muitos medos e muitas inseguranças. Na primeira consulta com a pediatra, eu levava várias folhas(!) de papel repletas de dúvidas – correspondentes a outros tantos medos. Depois de responder a tudo, ela disse-me: "Não se preocupe. Basta olhar para a sua bébé para ver que é uma óptima mãe". Talvez ela dissesse aquilo a todas as mães cujos bebés estavam bem de saúde, mas teve o condão de me acalmar :-)
    Passados tantos anos, não sei se serei uma óptima mãe, mas sei que tenho óptimos filhos. E acho que estas partilhas ajudam sempre as mães. Afinal, as mães são só pessoas e os bebés não vêm com manual de instruções!
    Parabéns e felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida dizerem que estamos a fazer tudo bem é super calmante... Por vezes há a ideia que é tudo bonito e fácil. No meu caso a maioria é mas os momentos maus podem ser desesperantes mesmo quando breves (30 minutos dela a chorar sem parar parece uma eternidade na altura e no dia seguinte até percebemos que não foi assim tanto mas na altura é terrível).
      Se tem óptimos filhos será uma óptima mãe ;)

      Eliminar
  5. Ao ler o titulo... vieram-me as lagrimas aos olhos pois revi-me, foi como se voltasse atras no tempo... o nosso Lu também perdeu peso, custou-lhe agarrar a maminha, o seu primeiro mes foi muito intenso e estressante, também chorei muito o que so me fez bem, pois aliviou-me e deu-me forças para continuar. Usei muito a bomba e demos suplemento juntamente com o leite materno. Ele habituou-se a mama mas sempre com a ajuda do biberão. Ate que aos 9 meses nao quis mais mama, e hoje aos 18 meses nao dispensa o biberão de manha e a noite. É um guerreiro assim como a vossa princesa. Sao bebes proveta com muito orgulho :)
    Beijinhos e muitas felicidades*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 9meses a dar mama é bom ;) sim são uns fortes e lutadores

      Eliminar
  6. Da primeira vez que fui mãe tive uma grande depressão pós parto o que fez com que esse medo tomasse proporções incriveis. Senti-me como tu, daí que tivesse insistido na amamentação ao invés de tomar alguma coisa para a depressão. Por tontice, achava que ter a bebé de cesariana e não amamentar fazia de mim um fracasso total enquanto mãe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é muito complicado quando as coisas não estão a correr como nós esperamos... Mas agora tens duas miúdas grandes e, parece-me, muito bem educadas :D

      Eliminar